O papel da escola na formação de leitores

O desafio de formar leitores na escola é o tema da edição 40 do boletim Aprendizagem em Foco. De acordo com a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, de 2016, 56% da população brasileira possui o hábito da leitura. O valor representa um aumento de apenas 2% em comparação à edição do ano 2007. O estudo aponta que há influência da escola na criação do hábito. Na média de 4,96 livros lidos anualmente por brasileiros, 0,94 são indicados pela escola e 2,88 são lidos por vontade própria. Dentre as pessoas que influenciam alguém a ler, professores representam 7% e ficam atrás apenas das mães ou responsável do sexo feminino, que ocupa a primeira posição com 11%.

Os desafios para a formação de leitores englobam a baixa proficiência de estudantes em língua portuguesa e acesso ao livro. Os dados da Retratos da Leitura no Brasil também mostram que 24% dos entrevistados afirmaram “Não ter paciência para ler”. 20% disseram que leem muito devagar. Em relação a bibliotecas escolares, apenas 36% das unidades escolares possuem alguma. Na rede pública são 31%.

Clique aqui para ler a edição do Aprendizagem em Foco

Existem nas escolas uma série de iniciativas de educadores que promovem atividades para fomentar a leitura. Um exemplo é Antonio Onofre Gomes Ferreira, gestor na U.E. Afonso Mafrense, do município de Altos (PI). Ao observar a quantidade de alunos do Ensino Médio que não sabiam ler nem escrever, criou o projeto “Árvore da Leitura”, que disponibiliza livros em estantes giratórias nos corredores da escola.

Boletim Aprendizagem em Foco – O boletim Aprendizagem em Foco é uma produção do Instituto Unibanco. A publicação, de periodicidade quinzenal, tem como objetivo adensar as discussões sobre o contexto educacional brasileiro, a partir de pesquisas, estudos e experiências nacionais e internacionais.

Confira as edições anteriores do Boletim Aprendizagem em Foco